sábado, 21 de fevereiro de 2015

Selma (2015) - o filme que estranhamente não tem a predileção de Obama

Não consigo compreender como, com Selma no páreo, Obama pode declarar que seu filme predileto ao Oscar é Boyhood.

Ambientado na luta dos negros pelo direito ao voto nos EUA, o filme é simplesmente um primor de arrepiar, ainda mais se considerarmos que foi dirigido por uma mulher negra, Ava DuVernay.

O grande mérito do filme é nos apresentar heróis negros como protagonistas, sem a necessidade de salvadores brancos, a exemplo do premiadíssimo 12 Anos de Escravidão, que já critiquei aqui sobre isso.

Selma é a cinebiografia de  Martin Luther King (David Oyelowo) mostra sua campanha na cidade de Selma, no interior do conservador estado do Alabama, onde o movimento se engaja na luta pelo amplo direito ao voto para a população negra, sem restrições.

O presidente dos EUA, então, é o democrata Lyndon B. Johnson (Tom Wilkinson), e Martin Lutther King (ou Dr. King, como era chamado), organiza uma marcha saindo da hiper racista cidade de Selma até Montgomery, capital do Alabama.

E ai teremos a participação dos verdadeiros heróis negros, a começar pela esposa do Dr. King, Coretta Scott King (Carmen Ejojo), passando por Annie Lee Cooper (Oprah Winfrey), Andrew Young (André Holland), entre outros.

Como antagonistas, o filme nos apresenta  George Wallace, vivido pelo excelente Tim Roth, e o xerife Jim Clark (Stan Houston).

Ava DuVernay nos apresenta um drama vitorioso, sem foco em derrotas, tampouco apresentando a cena da morte de Luther King

O filme é um verdadeiro triunfo dos Direitos Humanos, mas Ava DuVernay não figura entre os brancos que concorrem ao Oscar de Melhor Direção e nem David Oyelowo foi indicado a Melhor Ator.

Assim, Selma concorre apenas aos prêmios de Melhor Filme e Melhor Canção. E neste último quesito tem sérias chances, pois sua trilha sonora é simplesmente um tesão (não achei outra palavra pra definir)!

A playlist pode ser conferida aqui

One Morning Soon –
House of the Rising Sun –
Easy Street – Sarah Vaughan
Walk With Me –
Precious Lord Take My Hand – Ledisi Anibade Young
Why – Am I Treated So Bad – The Staple Singers
Ole Man Trouble – Otis Redding
Masters of War – Odetta
KEEP ON PUSHING – The Impressions
Time Brings About a Change – The Soul Stirrers
I Got the New World In My View –
Don’t You Want My Lovin –
You Ain’t Got But One Life To Live –
Day-O –
Contemporary Focus – McCoy Tyner
Yesterday Was Hard On All Of Us – Fink
Bamboo Flute Blues – Yusef Lateef
Glory – John Legend
This Little Light of Mine/Freedom Now Chant/Come By Here – Medley –






Postar um comentário